quinta-feira, 11 de outubro de 2012

E eu não sei do que tenho medo...

A minha vontade de vencer é tão grande que eu deixo de lado tanta coisa. Por vezes me vejo lutando sozinha, por vezes sinto que se eu sumir ninguém notará.. mas eu não quero arriscar. Eu adoro estar ali! Eu não sei do que tenho medo, mas eu amo viver. As vezes algumas pessoas vem na minha mente e me bate uma saudade, eu não posso mais ve-las, elas não precisam mais de mim.. eu não posso julga-las. Todo mundo passou por mim e deixou algo, me ensinou, levou um pedaço de mim e hoje talvez já tenham me esquecido, mas e daí? O importante é o que vive! Tantas lembranças boas, algumas ruins. E as vezes o medo é apenas da despedida, mas não deixarei de viver nada por medo de dizer adeus. A vida é uma aventura, ninguém sai dela com vida. Então eu me arrisco, mesmo com medo eu invisto, eu dou minha cara pra bater. Eu peço a Deus todos os dias pra que meus olhos vejam sempre a luz da vida e que a escuridão nunca se aproxime de mim, além da linda escuridão da noite com o brilho das estrelas.

sábado, 6 de outubro de 2012

No anoitecer..

Eu me olhei no espelho e não gostei do que vi. Havia rancor, magoa, tristeza, sentimentos que há muito vinha fugindo; Mas uma vez eu quis chorar, e por incrível que pareça meu s olhos se recusavam a isto. Havia orgulho, raiva, frieza. Sentimentos que me fizeram sentir tão humana. Lamentável  mas real! Porque por vezes me sinto presa a um mundo tão diferente do que habito e sentimentos como estes me faziam sentir em fim parte deste lugar. E apesar de fugir disto, as vezes parece ser o caminho mais fácil  Sim, é o caminho mais fácil.. onde posso exteriorizar medos, raivas, angustias, dor, vingança... Agindo apenas pelos meus instintos carnais e pensando apenas em mim. Me da nojo me ver pensando tudo isso! Fecho meus olhos e elevo meus pensamentos a Deus e suplico, imploro pra que Ele não deixe que o egoísmo corrompa meu espirito. Abro os olhos, escuto o silêncio... eu estou sozinha, tenho medo! Porque eu sou tão diferente? E por que eu não quero ser igual? Como pode sentimentos negativos me fazer sentir vergonha de mim? Volta a fechar os olhos, eu imploro pra que meu espirito não esmoreça  para que eu não enfraqueça e continue buscando ser o melhor que eu puder ser. Peço que eu não perca a vontade de ajudar, de acreditar, de querer bem, de amar e de encarar as dificuldades. Eu sei que existem caminhos mais fáceis  as tenho certeza que não é o melhor!