terça-feira, 18 de setembro de 2012

Entender, confiar e agradecer

Nada é 100% ruim, da mesma forma que nada é 100% bom. Só é preciso observar por todos os ângulos e verá que até para os momentos bons existem certos sacrifícios. Mas pra que olhar pro ruim? Olhemos pro positivo! Precisamos entender o beneficio que existe em toda situação, confiar nos planos de Deus e agradecer por tudo que vivemos. Eu amo a vida, com todos seus mistérios e complexidade. Hoje eu olho pra vida como algo que me chama, que me desafia... a é maravilhoso. Cada perda é uma vitória, um aprendizado. Cada ganho é uma motivação a mais pra continuar lutando. Não tenho medo, me arrisco quando preciso. Sou bastante observadora, as vezes preciso me afastas de tudo para observar melhor. Sou um tanto calma, um tanto estressada, sou um tanto misteriosa, mas costumo falar com o olhar. Quem me conhece, conhece o que eu quero que conheça... e raros são os que permito me conhecer por inteira. Tenho dificuldade pra falar de sentimentos, sou dengosa, sou carinhosa, mas odeio o excesso. Ainda assim prefiro que errem por excesso do que por falta, porque excesso dá pra ajustar e falta geralmente acaba deixando de existir! E meio a tantas loucuras que já escreve aqui, só posso dizer que a vida é assim: oras mansa, oras tempestuosa.. mas sempre linda, sempre firme, sempre segura (ao seu modo). É preciso buscar entender o que ela quer ensinar, confiar e agradecer.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Como tudo deve ser...

Sentei, olhei o horizonte e comecei a refletir todos os acontecimentos. De repente nada fazia sentido e eu notava que isso fazia sentido, que na realidade o que estava acontecendo não era pra fazer sentido mesmo.. tinha apenas que acontecer assim, dessa forma. Me deu uma vontade de te ligar, só pra você saber que estou viva, só pra você ver que estou bem, só pra saber como você tá! Não tenho medo, não tenho receio, faço o que penso desde que o que eu pense não vá fazer mal a ninguém. Refletindo em tudo, eu estava ali com minha amiga cantando e brincando como sempre, mas distante em um pensamento que me fazia ver o quanto eu não tenho com que me preocupar. Nunca fui muito de fazer planos, sempre gostei de viver o momento.. planos pro futuro apenas aquele que só depende de mim, apenas aqueles em carreira solo. Porque eu sei que não podemos esperar dos outros, nem sempre eles podem ou querem dar aquilo pra nós. E não tem jeito, tudo acontece como deve ser, então eu prefiro fazer meus planos profissionais e deixar que a vida cuide do resto, mas claro eu faço a minha parte pro agora acontecer ;)  Quem quer faz, quem não quer olha... Quem quer dá um jeito e quem não quer dá desculpa! É assim, e como tudo deve ser eu sigo sorrindo, cantando, brincando, aplaudindo.. caindo, levantando, correndo, buscando, encantando, conquistando, lutando, relutando... aprendendo, vivendo!

sábado, 8 de setembro de 2012

Pensamentos soltos

Talvez eu devesse mesmo ter raiva de você, talvez eu devesse não falar mais contigo e desejar seu mal. Mas não, eu não quero nada disso. Eu não tenho nenhum tipo de sentimento ruim dentro de mim... AINDA BEM! Por que como eu poderia odiar quem me fez sentir viva? Como eu poderia odiar quem me mostrou que eu ainda sou capaz de acreditar? Não, eu não poderia! Eu nunca sonhei com uma história de amor ao seu lado, eu nunca fiz planos de um futuro lindo e perfeito ao seu lado... eu apenas quis viver um presente contigo, sem cobranças, sem rotina, calmo e  livre de pressões. E de certa forma foi o que vive, poderia ter durado mais e talvez ainda possa... mas parece que as coisas não ficaram tão claras! E de repente é como se você não tivesse entendido o jogo, não tivesse entrado na brincadeira.. é como se você estivesse fazendo um jogo diferente do que deveríamos jogar, mas você se quer me falou as regras e foi isso complicou! Quando eu vi o que era pra ser um lance descontraído, virou um lance engraçado e eu me senti a palhaça. É porque as pessoas dizem que gostam de sinceridade, atitude e coisa e tal, mas não são capazes de dizer o que pensam, não são capazes de ter atitudes e acabam fazendo as outras se sentirem um 'objeto'. Mas mesmo com toda essa teoria, eu não consigo ver nada disso.. eu dei risada de mim mesma, eu curti o que vive porque me fez sentir que eu ainda não me tranquei, não me arrependo de nada e talvez eu ainda possa viver mais, porque eu me sinto pronta, eu me sinto forte. Mas hoje, agora, nesse momento, eu só quero ficar só com os meus pensamentos soltos, loucos, tortos!