segunda-feira, 14 de março de 2011

Tentativas em vão...

Não seria justo me martirizar pelas coisas que eu deixei de fazer. Mas naquele momento eu buscava a cura. A cura dos meus pensamentos. Sim, eu não conseguia controla-los e isso é que me fazia mal. O tempo estava passando tão depressa e era como se eu envelhecesse a cada segundo, e me dói ver minha vida resumida a momentos. Eu não conseguia controlar meus pensamentos e então me torturava por não ter feito isso ou ter feito aquilo. Sim, talvez se minhas atitudes fossem diferentes minha vida seria outra, mas se foi assim é porque tinha que ser. Dói, com certeza, mas logo passa! A vida é muito curta para ser levada tão a sério. Então continuo com minhas tentativas em vão, continuo tentando me proteger de mim mesma. Eu continuo tentando manter o pensamento positivo, porque eu sei que o final de todo mundo vai ser o mesmo. Então porque a pressa, então pra que o desespero? No final dá tudo certo, se ainda não deu certo é porque o fim ainda não chegou. E eu quero é viver, quero é pular, gritar, amar e se tiver que sofrer, sofrerei mais com a certeza de que tinha que ser assim. Eu não vou desistir de controlar meus medos, eu não quero mais tentar acertar em tudo. Eu quero viver, apenas viver enquanto eu puder. :)

Um comentário:

  1. Hum adorei a atitude desse texto, ás vezes também fico me culpado por não ter feito aquilo, mas agora vi que não tem problema posso fazer qualquer hora qualquer momento.
    Eu quero viver, apenas viver enquanto eu puder.

    ResponderExcluir

Diz ai?? O que achou deste texto ?